23 março 2007

APRENDIZADO

O saber
não é uma seta
contra o outro.
É alimento
na mesa
compartilhado.

Waldir Pedrosa Amorim
sábado, 30 de dezembro de 2006

POEMINHA PARA MARIA

( dedicado a Adriana e Nelly)


Olha Maria,
já consigo enxergar
teus olhinhos fitando o mundo
de Adriana que te espera.

Já consigo vislumbrar
você com seus olhinhos
enchendo de história
a história dela

Já consigo perceber
em sua meiga mãe
as histórias
que ela terá a lhe contar.

Olha Maria,
não há nada a temer na vida
há o que palmilhar a cada instante,
transformando a obrigação
num doce brinquedo.

Em qualquer instante da vida,
difícil, ingrato ou apenas sombrio,
desejo que sua força de mulher
resgate uma alegria para si e para todos.

Waldir Pedrosa Amorim
(tio-avô pela primeira vez)
João Pessoa quinta-feira, 12 de outubro de 2006 – Dia da Criança