20 dezembro 2007

Mensagem Natalina


MESMO QUE NÃO SEJA NATAL, NEM ANO NOVO SEJA...

Não pesarei o tempo,
nem seccionarei o mundo
em cortes sagitais.

Trocarei as compressas das feridas,
pelo algodão doce.
A maçã das dietas,
pela dos amores.

(-Waldir, trecho do poema – Pelas calçadas –)

Desejo a todos os meus amigos, aos conhecidos, aos que não conheço tanto, aos que apenas nos cruzamos, aos que somos contemporâneos, aos que nos afagamos com o olhar, com as palavras, com o aceno, o aperto de mãos, o beijo ou o abraço, com a lembrança; ou simplesmente aos que marchamos no desmesurado caminhar humano: a alegria das festas, o vigor para o ano de 2008, e desejo, muita poesia para o mundo!

O carinho de

Waldir Pedrosa Amorim

Dezembro de 2007.

Foto: By Waldir