31 dezembro 2008

INTENSAMENTE

Veloz a vida

Mais rápidos os sonhos

Que a ampliam.


_________________

O CONHECIMENTO DOS HOMENS

Entrar nos livros feito traças

Vasculhando

Combinações imprevisíveis.


_____________________

Cata-vento

Cata-ventos pequeninos

Explicam o vento

Que sopra a ouvidos surdos.


______________________

SERVENTIA

Ninho de pássaros vazio


Entrelaçado para o desaninho


Instante do vôo.



_______________________________

Intento

A palavra pesada

Alvejou uma teia delgada

Que se construía.

LIÇÕES DO AMOR

Que o amor não doa,

Não clausure

Não se justifique

Nem penoso e árduo seja.

O amor é

Ninguém se dá conta

De que seja tão bom.

INCOMPLETUDE

Minhas mãos permanecerão sempre vazias
como se os instantes
nada mais entendessem que de despedidas.
Como se o alfaiate que confecciona,
ficasse nu a cada entrega e,
desabrigado do frio, restasse
o tecelão.

As Palavras

Contas de vidro multifacetadas,
as palavras,
entremeio de éter e de argila
denunciam o ontem
o amanhã,
a realidade
e as quimeras.

O Tempo e o Poeta

Fora do tempo
não sou atemporal
sou bizarro,
misantropo,
quasimodesco.
não estou aqui
nem vivo agora
sou instantes do ontem
sou miçangas do amanhã
sou poeta.